Haicais Visuais

trabalhos que mesclam design, arte e poesia

Shine

Novo cartaz analisado

Volver - leia e escolha o próximo

Churches

Marcia Okida - arte e design

Design, cor e arte nunca se separam

Churches

design e tatuagens

as mandalas e seus simbolos

Civic Involvement

Revista Estar Bem

artigos sobre cores

Civic Involvement

presente especial

com muita arte e design

Civic Involvement

Na ZUPI

artigos sobre design

Civic Involvement

Sobre Coisas e Design

"artigos para o Artefatocultural"

Action

• Noite Estrelada é sobre meu trabalho e minhas paixões. Experimente cada área acima e espero que goste.

Mandalas, tatuagens e design

Revista Estar Bem artigos sobre cores

leia...

• Ed. 1

Como as cores mudam a sua vida

Quando você acorda e abre os olhos o que vê? Objetos, paredes, janela, luz… cores. No primeiro instante de cada manhã, as cores estão presentes e permanecem com você. Por isso mesmo, a sua influência em nosso dia a dia é tão grande, mas quase sempre despercebida. Damos a elas pouca importância ou quase nenhuma. Desde o momento em que escolhemos a roupa que vamos usar, as cores estão lá, posicionadas, para serem vistas e sentidas. Acima de tudo, sentidas. A percepção de como agem em nosso cotidiano pode ajudar a acalmar, encorajar, descansar… O seu uso em ambientes, seja em casa ou no escritório, pode causar os mesmos efeitos, negativos ou positivos.

Por exemplo, escolher a cor de roupa é sempre uma ação de nosso cérebro pedindo uma cor, a energia que ele precisa, ou buscando uma energia igual a que existe em nosso corpo naquele momento. Muitos dizem “não, eu não penso na cor que vou usar”, mas o nosso cérebro faz isso antes que possamos raciocinar sobre isso.


Se soubermos lidar com essa linguagem de necessidades do corpo, podemos fazer com que a escolha diária de cores seja usada ao nosso favor. O mesmo acontece na escolha de cores para ambientes, na decoração da sala ou do escritório; do logotipo de sua empresa, uniformes e até detalhes como um anel, um brinco, um talher ou toalha de mesa de um restaurante. Tudo pode fazer a diferença em um dia inteiro ou então naquele momento.


Por isso mesmo, as cores podem mudar a nossa vida. Podem mudar muito ou ajudar em alguns momentos. Saber disso e ter consciência de como agem é um ótimo recurso que podemos começar a usar de forma consciente. Mas que também não deve se tornar uma neurose, fazendo com que passemos a pensar nas cores insistentemente e de como usá-las 24 horas por dia.
Tudo em excesso é negativo e isso também vale para o uso e escolha das cores.

Aos poucos, esse tema será desvendado aqui pelo olhar e técnica da sinestesia e das reações fisiológicas, psicológicas, materiais e afetivas que envolvem cada cor. Entenderemos que, antes de tudo, temos de saber quais as nossas relações positivas e negativas. Conhecer o nosso histórico cromático para só depois traçar um modo de como usá-las em nossas vidas.


Além disso, falaremos de como as cores usadas em cinema, teatro, artes e design podem influenciar o nosso dia a dia; sobre a relação das cores com a música e a poesia; como perceber e utilizar as mais diversas formas de aplicação e conhecer exemplos de como algumas cores podem se transformar em bloqueios psicológicos relacionados a fatos e memórias. Saber por que em todo o fim de ano eu costumo indicar “não usem branco no Ano-Novo” e por que já participei de programas e escrevi artigos sobre como a cor pode ajudar em nossa vida sexual e amorosa.


Enfim, temas, modos de ver, agir e pensar quando o assunto é cor não faltará aqui, já que elas fazem parte do primeiro minuto de nossa existência até o último. Renascem em nossos olhos a cada novo dia e se apagam em cada boa-noite. Mas para que histórias, fatos, dicas, modos de ver e usar possam ser abordados aqui, conto com vocês.


Envie as suas dúvidas ou sugestões que poderão ser transformadas em temas. E saiba: as cores mudam a sua vida.

Leave a Reply