Haicais Visuais

trabalhos que mesclam design, arte e poesia

Shine

Novo cartaz analisado

Volver - leia e escolha o próximo

Churches

Marcia Okida - arte e design

Design, cor e arte nunca se separam

Churches

design e tatuagens

as mandalas e seus simbolos

Civic Involvement

Revista Estar Bem

artigos sobre cores

Civic Involvement

presente especial

com muita arte e design

Civic Involvement

Na ZUPI

artigos sobre design

Civic Involvement

Sobre Coisas e Design

"artigos para o Artefatocultural"

Action

• Noite Estrelada é sobre meu trabalho e minhas paixões. Experimente cada área acima e espero que goste.

Mandalas, tatuagens e design

Revista Estar Bem artigos sobre cores

leia...

• Vincent 2010

Vincent é um trecho de 15 minutos — de um espetáculo de mesmo nome com duração de 1h45min — que fala da vida do homem Vincent Willem van Gogh e não do pintor Van Gogh.
Depois da leitura de praticamente todas as biografias publicadas de Van Gogh no Brasil, dos livros Cartas a Théo, As Mulheres de Van Gogh e tantos outros, de pesquisas em sua obra completa publicada pela Editora Taschen, além da troca de informações com pessoas que moram em locais onde ele nasceu e viveu na Holanda, este texto foi elaborado visando mostrar ao público o homem além do mito da maneira mais correta, próxima e verdadeira do que ele viveu e do que ele foi.


Todos conhecem o Van Gogh que pintava girassóis, que cortou sua orelha, que era chamado de louco — coisa que não era — o Van Gogh das pinceladas fortes e espiraladas, mas poucos conhecem o homem apaixonado pela família, que quando criança colecionava besouros, desenhava mal, adorava a natureza, era religioso e sonhava em ser pastor como seu pai — e não pintor — que fez seminário, trabalhou em minas de carvão, teve várias mulheres e que sofreu muito mais como homem do que como pintor.
Aproximar e apresentar as pessoas a este homem é o objetivo do espetáculo e da cena que será apresentada no XIV Fescete.
O trecho apresentado — que mostra o primeiro e único sermão feito por ele  — foi o recorte escolhido do espetáculo para esta apresentação de 15 minutos.
Através deste sermão, ele fala sobre como era mais importante o que existia dentro da alma humana, mais do que posses, dinheiro ou a beleza exterior. Fala do seu trabalho nas minas de carvão e de como gostava de ajudar e estar presente na vida daquelas pessoas humildes e da vontade que ele possuía de levar a palavra de Deus até cada um dos homens de sua sociedade.
Frequentemente recriminado e xingado por todos a sua volta, era um homem de poucos amigos e que percebe a sociedade em que vive repleta de atitudes absurdas, que prefere fingir realidades  ao invês de aceitar os problemas que as cercam.
Assim se encerra o texto, com uma indagação, para que todos pensem sobre este assunto: — Não é um absurdo que os homens queiram parecer o que não são?!

Elenco:

Ricardo Reis como Vincent

Dúnia Majzoub como Povo 4 e vozes

Marcelo Galvão como    Povo 1 e vozes

Maurício Thomé como Povo 3 e vozes

Pâmela Tanasovichi como   Povo 2 e vozes


Texto Original e Direção: Márcia Okida

Maquiagem: Drika Lucena

Luz: Durval Moreto

Sonoplastia: Márcia Okida


Quando e Onde

Dia 30 de junho – 19h30 no Teatro Guarani: Praça dos Andradas, 100

dentro do XIV FESCETE – Festival de Cenas do Tescom – veja a programação completa aqui

Ingressos antecipados: R$ 7,00 • No dia: R$ 10,00
para adquirir ingressos antecipados entre em contato comigo.

Importante: não existe venda de ingressos na entrada do Teatro Guarani
todos os ingressos devem ser adquiridos antecipadamente


Leave a Reply